Reserve Agora logo

Marrocos: conhecendo sua história, cultura e religião

Priscila Reis| Abr 24, 2013 | O que fazer

O Rei Hassan II, que viveu entre 1929-1999, descreveu o Marrocos como uma árvore que tem as raízes na África e folhas respirando o ar europeu. E foi exatamente assim que me senti depois de passar 14 dias desbravando o país.

Marrakech Medersa linda

Se eu pudesse fazê-los cheirar o gengibre em pó, o curry, a cúrcuma; provar as tâmaras suculentas, o ombro de carneiro que se desmancha na boca antes mesmo de ser mastigdo, ou as amêndoas salgadas vendidas a granel; tocar nos camelos, nas caligrafias árabes com versos do Alcorão que enfeitam as paredes de mesquitas e madrasas, ou nos objetos em cedro feitos pelos artesãos; ver uma cidade inteira cor de ocre, como Marrakech; ou ouvir a voz alta do almuadem chamando os fieis para as 5 preces diárias do alto do minarete, e as vezes, até te fazendo acordar às 5 horas da manhã…aí sim, vocês entenderiam o que é o Marrocos. Como é impossível aguçar os seus cinco sentidos do outro lado do computador, vou tentar transmitir todo o sentimento que essa viagem ao Marrocos despertou em mim.

 Marrakech especiarias farmacia

Ao entrar pela primeira vez na Medina de Marrakech, fiquei espantada com o emaranhado de ruas, a confusão de bicicletas, motos e carroças que surgem do nada e exigem passagem sem pedir licença, com a sujeira…mas logo fui me apaixonando pela profusão de cores e aromas; pelos famosos souks, mercados de rua que vendem azeitonas, couro, tecidos, madeira, bronze, e mais um sem numero de coisas; pelos vendedores te chamando de longe com um imenso sorriso no rosto; e pelos belos terraços de pequenas casas, que proporcionam vistas panorâmicas da cidade.

Marrakech medina passeios capa

Hotéis de luxo, belas lojas, e restaurantes exuberantes se contrapõem à pobreza das casas, mercados confusos e churrasco de gato. Placas em francês, com a devida tradução, se misturam ao povo que fala árabe nas ruas. A falta de higiene, os pedintes de esmola e a desordem do trânsito nos faz lembrar que estamos numa África massacrada e ainda hoje, muito sofrida, mas que consegue vibrar com a beleza da vida.

História:
O Marrocos é uma país antigo, habitando há pelo menos 5 mil anos. Foi dominado por muitas dinastias, ocupado por romanos e otomanos, e há muito pouco tempo, invadido por portugueses, espanhóis e franceses. Atualmente, o país  foi transformado em reino pelos antecessores do atual rei, Mohammed VI. O povo, muito sofrido e pobre, não tem tantas oportunidades no país.

Religião:
O Marrocos é considerado um país muçulmano, apesar de tolerar outras religiões.

Mulheres:
As mulheres marroquinas podem votar e trabalhar, mas ainda é muito cedo para dizer que há igualdade entre homens e mulheres no Marrocos, principalmente por conta da religião, que impõe a submissão das mulheres aos seus maridos.

Marrakech souk 1

Tudo é muito louco, intrigante, interessante…e foi após descobrir e aceitar isso, que realmente começou a minha viagem ao Marrocos.

Vejam alguns posts:
10 passeios imperdíveis em Marrakech
Óleo de Argan: o ouro líquido do Marrocos
10 restaurantes topo em Marrakech – Marrocos


 

Tags:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sr. WordPress

    mar 04, 2013

    Olá, Isto é um comentário. Para excluir um comentário, faça o login e veja os comentários de posts. Lá você terá a opção de editá-los ou excluí-los.

    Responder
    • vania pereira alves

      abr 25, 2015

      fiquei com vontade de conhecer esse país MARROCOS

      Responder
      • Priscila Reis

        maio 11, 2015

        Vania, É realmente fantástico :)

        Responder
      • Lorena

        set 06, 2015

        Parabéns, o texto é exelente e eu senti como se estivesse passeando pelas ruas com sua narração.

        Responder
        • Priscila Reis

          set 07, 2015

          Obrigada Lorena! abraços Priscila

          Responder
        • Ana lara

          maio 16, 2018

          Gostei muito do site voltarei mais vezes

          Responder
          • Priscila Reis

            jun 12, 2018

            Obrigada!!!

            Responder